Psique: A dela

Considerações e neuroses de dias por planear

2006-10-28

Dias por Planear


Na introdução a este blog eu refiro “Considerações e neuroses de dias por planear”.

Esta frase não foi intelectualizada, estudada, ou manipulada, para ser interessante, chamativa, ou mesmo engraçada.

O facto é que os meus dias estão, quase sempre por planear, e isso cria-me problemas!

Mas a verdade, é que quando tenho a ousadia de os planear invariavelmente acontece o impensável ou uma simples areia que emperra toda a engrenagem do dia planeado.

Assim, encontro-me com caneca de chá na mão e a pensar: Mais uma directa!

P.S. A imagem difere da minha azáfama

7 Comments:

At 10:45 da manhã, Anonymous Cientista said...

Eu sou assim também. Quer dizer, eu tenho uma adorável agenda moleskine, feita por mim, onde anoto tudo. Mas só a abro de facto para anotar. Na hora de ver, não é preciso, e tudo funciona no caos mais incrível. E a cabeça anda sempre a mil, com todas as coisas que vão ficando pro dia seguinte. E outro pormenorzinho: sem pressão não consigo. Nunca consigo ter nada pronto mais de 1, 2 horas antes do prazo. É que não dá! E à pala disso, cheira-me que vou fazer uma directa de hoje pra amanhã, mesmo com a bela da hora extra. Se quiseres, I'll be around :)

 
At 11:09 da tarde, Blogger magarça said...

Também sou uma vítima do "tudo à última hora". Já desisti de planear neste caos instalado. Resta-nos confiar nas ideias brilhantes que só aparecem sob pressão :) Bom trabalho!

 
At 12:08 da manhã, Blogger psique said...

Para grandes males, grandes remédios: directas e ideias brilhantes sobre pressão!

 
At 1:17 da manhã, Anonymous Cientista said...

Estou aqui a confirmar que as ideias brilhantes só surgem mesmo sobre pressão. Terminei o meu assignment :D
(Falta saber se a professora também vai achar as minhas ideias brilhantes)

 
At 11:28 da manhã, Blogger psique said...

Nós somos brilhantes! (pelo menos temos que acreditar).
Bom resultado para o teu assignment.

 
At 9:40 da tarde, Blogger fada*do*lar said...

Cara amiga,
Não encontro palavras para transmitir o quanto tão, tão, tão, tão BEM percebo o teu "problema".
Ao longo dos anos, por mais que me esforce, não consigo controlar esta suposta falta de planeamento e rasteiras do dia-a-dia.
Direi mesmo que não há nada a fazer, pura e simplesmente estou FADADA a este destino... eheheheh.

 
At 12:25 da manhã, Blogger psique said...

Sim, Fadinha, percebemo-nos.

Aposto que até fazes resoluções de fim de ano, "de que este ano é que vai ser, vou começar a organizar-me desde o dia 1, pronto, dia 2" e no dia 3 voltamos à mesma rotina.

(Eu faço sempre estes votos, nunca os faço funcionar :-()

 

Enviar um comentário

<< Home