Psique: A dela

Considerações e neuroses de dias por planear

2006-10-16

Pequeno-Almoço na Cama


Assumo! Não sou, propriamente, a fã número 1 dos pequenos almoços na cama. Não gosto das migalhas que ficam nos lençois, da falta de equilibrio, enfim...
Mas, também, assumo que duas ou três vezes ao ano gostaria de tomar o meu pequeno almoço no leito e ficar, manhã fora, a preguiçar, ler algumas partes de jornais ou passear os olhos por alguns parágrafos de livros que tenho, em pilha, na cabeceira.
Mas nestas manhãs, o lauto pequeno almoço não aparece!

E se quero tomar pequeno almoço na cama, tenho que me levantar, prepara-lo e depois voltar, de bandeja para o quarto.

E, convenhamos, não é bem a mesma coisa, pois não?

Por isso a frase* da figura anexa a este post ser do mais verdadeiro que há!

* "Se quer pequeno-almoço na cama, durma na cozinha!"


5 Comments:

At 1:45 da tarde, Blogger Marta Mendes said...

ok paula, vou enviar a folha verde :)

beijinhos

 
At 9:46 da manhã, Anonymous Cientista said...

Eu sou fã de pequenos-almoços na cama, um bom tabuleiro resolve o problema das migalhas e, em último caso, há aspiradores. Como o pequeno-almoço chega à cama é uma história completamente diferente. Sugiro que adoptemos Humpa Lumpas (Charlie and The Chocolate Factory).

Adoro estas imagens tão fifties!

 
At 11:46 da manhã, Blogger psique said...

HUMPA LUMPAS! Genial. Dava-me um jeito enorme. Quero um!
Discreto e eficiente!

 
At 3:22 da tarde, Anonymous Cientista said...

Um? Porquê contentarmo-nos com um quando podemos adoptar muitos? :D

 
At 4:46 da tarde, Blogger psique said...

Tens toda a razão! Já estou a imaginar, cozinha sempre impecável; jantar na mesa a horas; cama feita às horas certas...
Hummm, grande ideia!
Só dispenso as suas canções, por tudo e por nada!

 

Enviar um comentário

<< Home